Somos destaque no setor como a maior produtora de energia elétrica a partir da biomassa cana-de-açúcar. Usamos alta tecnologia para gerar bioeletricidade, que consiste no aproveitamento dos coprodutos da cana (bagaço, palha e folhas), também chamados de biomassa e gerados a partir da produção de açúcar e etanol.

Contamos com 13 termoelétricas associadas às nossas unidades produtoras e possuímos uma capacidade total instalada de 940 MW nas 24 unidades. Esse potencial representa uma comercialização anual de energia elétrica de aproximadamente 2,2 milhões de MWh, o suficiente para suprir, por exemplo, uma cidade de cinco milhões de habitantes.

O volume faz com que nossas unidades de produção sejam autossuficientes em energia e ainda permite que o excedente seja comercializado no mercado, gerando retorno para a empresa.

Tudo isso é resultado da reinvenção da indústria canavieira, que levou até o campo a tecnologia necessária para aumentar a eficiência dos seus processos, reduzir custos e contribuir de maneira efetiva para o meio ambiente.

Energia renovável e inteligente

A ampla oferta de biomassa – cerca de 25 milhões de toneladas por ano-safra – nos dá a certeza de que estamos no caminho certo, tanto pela rentabilidade quanto pelo respeito ao meio ambiente.

A cogeração de energia aproveita os coprodutos da produção de açúcar e etanol e ainda reduz a emissão de CO2 com a queima desses materiais no campo.

Além desses benefícios, a geração de energia a partir da biomassa representa uma importante alternativa para o setor energético do Brasil, pois complementa a produção hidrelétrica do país. O período da colheita da cana e da produção de bioeletricidade é o mesmo em que a vazão dos reservatórios está em baixa.

Essa é uma solução mais limpa e renovável que ajudará o Brasil a enfrentar os desafios do futuro no setor energético, garantindo a rentabilidade e a sustentabilidade.

Raízen nas redes sociais