Renováveis

Vídeo

Renováveis

Maior produtora de derivados da cana-de-açúcar, somos referência global em energias renováveis a partir do bagaço da cana. Reconhecemos os atributos da cana, para além da produção de etanol e açúcar, como uma matéria-prima versátil, capaz de produzir inúmeros outros produtos renováveis e contribuir para uma matriz energética mais limpa e renovável. Em nossos parques de bioenergia extraímos o máximo da nossa biomassa. Neles, produzimos energias renováveis como: etanol, etanol de 2ª geração, bioeletricidade, biogás e biioprodutos. Também investimos em energia solar. Juntas, são a energia do futuro.

Etanol

A cana-de-açúcar é uma das matérias-primas para a geração de energia mais completa, apresentando o dobro da taxa de conversão de energia solar em biomassa. Por isso, ela é nossa fonte principal para a produção de etanol, biomassa e açúcar. O etanol produzido por meio da cana-de-açúcar apresenta, em média, 80% a menos de emissão de gases de efeito estufa (GEE), se comparado à gasolina brasileira. Além de ter fins mais versáteis, já que da mesma cana podemos extrair diferentes tipos de etanol, para diferentes fins: do combustível (etanol anidro) ao etanol hidratado e neutro, utilizado na produção de remédios. Em nossos parques de bioenergia produzimos cerca de 2,5 bilhões de litros de etanol por ano (número referência da safra 19´20).

Etanol de 2ª Geração (E2G)

Por meio do investimento em tecnologias avançadas, a Raízen é a unica empresa no mundo a produzir esse biocombustível em escala comercial a partir do reaproveitamento de subprodutos do processo produtivo. O E2G se diferencia por utilizar o bagaço proveniente da produção do açúcar e etanol comum (E1G) para a produção de mais etanol. Esse reaproveitamento proporciona um aumento em até 50% na produção sem aumento de área plantada. Ainda, esse biocombustível avançado apresenta um índice de 30% menor de emissão de gases do efeito estufa, se comparado ao etanol (E1G). Além disso, nosso E2G possui certificação pelos rigorosos padrões de sustentabilidade de Bonsucro e ISCC.

Para onde vai nosso etanol?

Combustível

Nos motores dos veículos por todo o Brasil.

Farmacêutica

Como matéria-prima para a fabricação de xaropes e remédios.

Química

Na produção de plástico verde e produtos químicos, de limpeza, ou tintas e vernizes .

Cosméticos

Na fabricação de maquiagem, cremes, perfumes, entre outros.

Bebidas

Como ingrediente das bebidas alcóolicas variadas, permitido graças à pureza no refino do etanol.

Exportação

Em negócios variados por todo o mundo com destaque para Japão e Coreia do Sul.

Biogás

Em outubro de 2020 inauguramos nossa primeira planta de biogás, onde usamos subprodutos do processo industrial (a vinhaça e a torta de filtro) para a geração de biogás. O biogás pode ser convertido tanto em eletricidade quanto em gás biometano, e colabora para uma matriz energética mais limpa. Essa é nossa aposta desde o início: investir em tecnologias que podem nos proporcionar um futuro mais sustentável. E continuaremos investindo nesse amanhã.
Vídeo
Vídeo

Eletricidade - Cogeração de Energia

Somos a maior produtora de energia gerada a partir da biomassa. Isso significa geração de energia a partir de matérias orgânicas, que em comparação com os combustíveis fósseis, geram menos emissões de gases causadores do efeito estufa. Além disso, é uma fonte previsível e perene de energia, que tem seu pico de produção justamente no período mais seco do ano, quando a matriz hídrica fica mais pressionada.

Comercialização de energia

Estamos 100% presentes no dia a dia das pessoas, com soluções em energia para atender a demanda de um país inteiro. 
Vídeo

A Geração Distribuída é uma solução sustentável e mais econômica para empresas.

A energia é gerada em plantas solares espalhadas pelo Brasil e, então, é injetada na rede elétrica para chegar até as empresas. Setores de todos os cantos do país usufruem dessa nossa energia: hospitais, escolas, lojas varejistas e serviços de grande porte.

Trabalhamos com energia livre: estamos no Mercado Livre de Energia!

Isso significa oferecer autonomia e liberdade para os clientes escolherem seu fornecedor e negociarem burocracias. Quem é novo neste mercado, tem o apoio da Raízen durante cada passo da migração. Essa forma de consumir energia elétrica é ideal para demandas contratadas acima de 500kw.